Rumo à aprovação: como estudar para a segunda fase da OAB

Passada a euforia da aprovação na primeira fase, é hora de se dedicar à próxima etapa para que a comemoração seja completa. A prova da segunda fase do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) consiste da redação de uma peça processual (5 pontos) e na resolução de quatro questões dissertativas (1,25 ponto cada) da disciplina escolhida pelo candidato. Para ser aprovado, é preciso fazer 6 pontos.

E como estudar para a segunda fase da OAB de forma a garantir a aprovação? Continue a leitura e saiba mais!

Faça simulados

Participar de simulados é fundamental para se familiarizar com o estilo da prova e se acostumar à resolução de questões. Além disso, é nesse momento de prática que podem surgir dúvidas, tanto em relação ao conteúdo quanto a questões pontuais, como se é preciso saltar linhas entre endereçamento e qualificação ou o que fazer se errar uma palavra.

Os simulados podem conter questões preparadas pelos cursinhos, mas é essencial incluir perguntas de edições anteriores. Afinal, são elas que dão um panorama melhor sobre o que é a prova e como a banca costuma exigir o conhecimento do assunto.

Outro ponto fundamental na resolução de simulados é se dedicar igualmente à peça processual e à resolução das questões. Isso porque é preciso pontuar em ambas para alcançar a aprovação, dada a distribuição dos pontos. Por isso, não é interessante negligenciar as perguntas em detrimento da petição.

Uma dica interessante para a solução de simulados é monitorar o tempo, já que muitos candidatos têm dificuldade com esse aspecto e acabam por entregar a prova com algum item em branco. Além disso, o ideal é fazê-lo à mão para ter agilidade e fluidez na escrita e, ainda, aprender a respeitar as margens e o espaçamento.

Esteja com o Vade Mecum

Ter o Vade Mecum na prova pode ajudar muito o candidato na resolução das questões, já que é ele que traz o fundamento legal para ser usado nas respostas e na peça processual. Por isso, é essencial adaptar-se a ele, aprender a folheá-lo com rapidez e a buscar as leis e súmulas com facilidade. O momento da prova não é o ideal para conhecê-lo: isso deve ser feito durante os estudos.

Estude por materiais atualizados

As constantes alterações no ordenamento jurídico brasileiro, bem como nos entendimentos jurisprudenciais transformados em súmula pelos Tribunais Superiores, não podem ser um problema para o candidato, até porque ele precisa lidar com isso em sua vida profissional.

O importante é estudar por materiais atualizados. Isso vale tanto para o Vade Mecum quanto para os livros, as apostilas e as súmulas dos Tribunais Superiores usados nos estudos. Manter-se atualizado é fundamental, já que as mudanças legislativas e jurisprudenciais são cobradas com frequência.

Faça um bom curso preparatório

Aprender com professores competentes e material atualizado e específico para o exame da OAB é a melhor forma de se preparar para ela. O ideal é priorizar um curso que ofereça um bom plano de estudo, resolução de questões e revisão da prova. Esse estudo orientado é essencial para a aprovação.

Agora que você sabe como estudar para a segunda fase da OAB, é só colocar essas dicas em prática para garantir a aprovação. Quer entender que tipo de curso pode ajudá-lo? Entre em contato conosco agora mesmo!

Comments

comments

Responsável pela coordenação dos projetos, cursos preparatórios e eventos relacionados aos cursos de 1ª Fase da OAB do CEISC. Editora e criadora de conteúdo web e inbound marketing.