Passar na prova da OAB é um desafio e tanto! Tenha em mente que confiar apenas nos ensinamentos da faculdade não basta. Por isso, é preciso adotar estratégias para que a sua preparação para o exame seja completa.

Obter um resultado satisfatório não depende somente do conhecimento aprendido na universidade. Podemos dizer, inclusive, que de nada adianta contar com isso se o aluno não sabe estudar, se organizar e focar no que o teste realmente exige.

Tendo em vista esse desafio, preparamos uma lista com quatro práticas capazes de ajudá-lo a implementar uma boa dedicação extra para passar na prova da OAB. Continue a leitura conosco para ficar por dentro!

Crie um cronograma de estudos eficiente

Criar um cronograma de estudos eficiente não consiste em simplesmente definir os dias e horários dedicados para estudar. É muito mais do que isso: significa organizar uma rotina com inteligência.

Para que esse planejamento saia do papel, existem algumas variáveis que envolvem o estudo para a prova. Algumas delas são o tempo restante para conferir todo o conteúdo até a data do exame e a quantidade de materiais solicitados.

Dessa forma, distribua o conteúdo ao longo da semana e não se esqueça de encaixar hábitos importantes, como a resolução de exercícios e a realização de simulados.

Foque nas matérias com maior dificuldade

É comum que haja preferência por estudar as matérias pelas quais temos maior afinidade. Afinal de contas, essa facilidade transforma a prática do estudo em algo bem mais prazeroso.

Porém, tome cuidado com esse hábito: a prova da OAB não cobra apenas o conteúdo que é mais acessível para você, mas sim todos os que figuram no edital do exame. Portanto, procure focar justamente nos que sente maior dificuldade de compreensão.

Desse modo, é possível equilibrar seu nível de domínio do material, proporcionando um cenário em que há o conhecimento de todo o conteúdo por igual, ajudando a alcançar um bom desempenho nas duas etapas do teste.

Revise sempre

Outra boa prática para passar na prova da OAB consiste em fazer a revisão contínua do conteúdo sempre que possível. Afinal, a quantidade de matérias é grande e, em alguns casos, elas são um tanto quanto complexas e específicas.

Por isso, além de dividir de maneira equilibrada, para que o estudo seja eficiente, é preciso buscar revisar as matérias estudadas, depois de um certo tempo. Assim, aumentam as chances de lembrança, evitando o famoso “branco” no momento da prova.

Faça um curso preparatório

Por fim, destacamos aqui a possibilidade de buscar por um curso preparatório como reforço extra do aprendizado. Não é qualquer reforço: estamos falando de aprender com profissionais que já lidam com o assunto há algum tempo e, por isso, têm experiência no assunto.

Além disso, é muito mais fácil direcionar o estudo para conseguir o melhor resultado levando em consideração o formato da prova, bem como a realização de simulados e revisões que são próximos da realidade do exame.

Não se esqueça de procurar por um curso preparatório de qualidade para ter uma preparação mais eficiente a fim de passar na prova da OAB sem sustos!

Aproveitando o assunto, que tal conferir agora mesmo as diferenças entre contratar um curso preparatório para a OAB ou estudar por conta própria?

Responsável pela coordenação dos projetos, cursos preparatórios e eventos relacionados aos cursos de 1ª Fase da OAB do CEISC. Editora e criadora de conteúdo web e inbound marketing.