Com o Exame da Ordem se aproximando, a expectativa e a tensão dos candidatos se elevam. Neste momento, ter um planejamento e saber como se preparar para OAB se tornam pontos cada vez mais importantes, pois o tempo começa a se tornar curto.

Em vista disso, ao contar com uma boa organização, foco e uma metodologia bem traçada, é possível vencer o conteúdo comumente abordado e chegar bem preparado à prova.

Para ajudá-lo nessa missão, elaboramos um post recheado de dicas sobre como se preparar para a 1ª fase da OAB em 50 dias. Ficou curioso? Então, siga a leitura e confira!

Por que analisar as questões de forma sistemática?

São muitas questões na 1ª Fase do Exame de Ordem. É importante que você faça uma análise dos seus pontos fracos e da quantidade de tempo a ser dedicada a cada assunto.

Considerando o nº de questões x carga de conteúdo, podemos logo verificar que existem algumas matérias que devem ser priorizadas. Vejamos:

  • Código de Ética e Disciplina: 8 questões;
  • Direito Constitucional: 7 questões;
  • Direito Civil: 7 questões;
  • Direito Processual Civil: 7 questões;
  • Direito Penal: 6 questões;
  • Direito Administrativo: 6 questões;
  • Direito do Trabalho: 6 questões;
  • Direito Processual do Trabalho: 5 questões;
  • Direito Empresarial: 5 questões;
  • Direito Processual Penal: 6 questões;
  • Direito Tributário: 5 questões;
  • Direito Ambiental: 2 questões;
  • Direito da Criança e do Adolescente: 2 questões;
  • Direitos Humanos: 2 questões;
  • Direito Internacional: 2 questões;
  • Direito do Consumidor: 2 questões;
  • Filosofia do Direito: 2 questões.

Como no exame temos muitas matérias e um grande volume de assuntos em parte delas, a sugestão é que os candidatos priorizem as disciplinas com maior número de questões e menor carga de conteúdo — é o que acontece, por exemplo, com Ética.

Ademais, também vale a pena reforçar os estudos em matérias que, embora tenham um número pequeno de questões, não são cobrados conhecimentos tão profundos, como Direito internacional e ECA.

Quais os principais pontos fracos de um candidato?

A prova da OAB também é um teste de autoconhecimento, vence o aluno que melhor fortalece suas dificuldades e aprimora seus pontos fortes. Mas como superar esses obstáculos? Vejamos alguns dos principais pontos fracos dos candidatos durantes os estudos.

Estudar uma única disciplina por dia

O grande problema de estudar uma única disciplina em cada dia é que a prova da OAB engloba 17 matérias, portanto, tem-se um longo intervalo para retomar uma mesma disciplina. Se o candidato inicia, por exemplo, com Direito Administrativo, quantas vezes esse tema será estudado em 50 dias?

Pois bem, o mais indicado nesse caso é separar Ética, ECA e CDC para a reta final do seu cronograma e focar em duas matérias distintas por dia. Assim, é possível garantir que as outras 14 matérias serão exploradas semanalmente.

Priorizar as matérias que você mais gosta

Outra prática muito comum entre os candidatos da OAB e dos concursos, de um modo geral, é concentrar os estudos nas matérias em que eles têm mais afinidade.

No entanto, são justamente essas disciplinas que podem ser examinadas por meio de resolução de questões e revisões mais simples.

Já as matérias que você tem dificuldades devem ser estudadas de forma organizada, por meio de um cronograma que comporte doutrina, letra seca de lei e resolução de questões.

Copiar o modelo de estudo de outros candidatos

Um dos piores equívocos que um candidato em preparação para a OAB pode cometer é adotar a mesma estratégia de outras pessoas, sem analisar se ela se encaixa bem ao seu perfil.

O cronograma de estudos deve ser personalizado. Portanto, você precisa de uma organização que se adapte à sua rotina e às suas necessidades. Afinal, não é o número de horas diárias que o fará bem-sucedido, mas sim a qualidade do seu estudo.

Estudar apenas lei seca

Outro ponto fraco que pode prejudicar o desempenho de qualquer candidato é se preparar para a prova utilizando apenas a lei seca. A banca examinadora FGV exige muito mais do que decorar o texto da lei, o candidato deve saber interpretá-lo e aplicá-lo ao caso concreto.

Não investir em um curso preparatório

Por mais que o candidato tenha bons materiais para desenvolver os seus estudos, o investimento em um curso preparatório específico para OAB contribui para que ele tenha um canal de estudo mais completo e objetivo.

Optando por um curso de qualidade, com professores bem-conceituados, você certamente terá um melhor direcionamento sobre os pontos que merecem mais atenção dentro de cada conteúdo, tornando o seu cronograma de estudos mais eficaz.

As aulas vão trazer um maior dinamismo para a sua rotina de preparação, e como hoje existe uma grande gama de cursos online, você poderá ter acesso ao que precisa com muito mais conforto e praticidade.

Qual a importância de fazer provas anteriores, questões e simulados?

Praticar é uma parte fundamental do processo ativo de aprendizagem e um dos mais importantes hábitos para a fixação e a revisão do conteúdo.

No que diz respeito à resolução de questões, essa será uma peça-chave não apenas para ensinar-lhe a sistemática da prova, mas também para que você melhore o domínio do tempo e a fixação dos conteúdos.

Mas atenção! O simples fato de fazer questões não é o suficiente para alcançar o melhor desempenho. Existe uma dinâmica que permite um treinamento eficiente, e isso acontece com a resolução de simulados. São eles os responsáveis por proporcionar uma ampla visão das condições da prova — sem consulta, em local reservado e com tempo cronometrado.

Após resolver as questões, faça uma análise do seu resultado. Agrupe as matérias pelo seu desempenho: bom, mediano ou ruim. Assim, você poderá direcionar o estudo e sempre adequar o cronograma às suas necessidades.

Ademais, como tivemos várias inovações no Exame de Ordem, bem como alterações nas leis, é sempre bom verificar se os gabaritos estão atualizados. No mais, o segredo é repetir os treinamentos, pois são eles que nos permitem alcançar a excelência.

O que vale a pena rever?

Reservar um tempo para a revisão é essencial para quem está se preparando para a OAB e pretende conquistar sua aprovação.

Assim, se você fez o dever de casa e tem anotações das aulas assistidas ou dos conteúdos lidos até agora, é altamente recomendado que, de maneira periódica, seja feita uma leitura atenta desses materiais como forma de fixação e memorização.

Nessa etapa, existem três eixos importantes a serem explorados. Acompanhe.

Lei seca

Além de estimular a sua memória fotográfica, a leitura da legislação será decisiva na obtenção de um bom resultado. Embora a tendência da FGV seja exigir do candidato cada vez mais a interpretação, há um histórico constante de questões baseadas na literalidade das leis.

Provas anteriores e simulados

Já vimos a importância desse ponto, mas se você ainda não fez simulados e provas anteriores, comece ainda hoje a incluí-los na sua rotina de estudos! Além de conhecer o estilo de perguntas e os assuntos queridinhos da banca, você consegue revisar conteúdos que já foram cobrados.

Princípios

Princípios norteiam o Direito, são eles os definidores de toda a estrutura básica e dos fundamentos do sistema jurídico. Sabendo os princípios das matérias cobradas, será mais fácil interpretar as questões, mesmo que você não domine o conteúdo propriamente dito.

Como construir sua metodologia de estudo?

Dominar seu tempo disponível é essencial para entender como se preparar para OAB e, consequentemente, para obter a aprovação na 1ª etapa. Nesse cenário, suas maiores adversárias de caminhada serão as distrações encontradas pelo percurso.

Então, é altamente recomendado definir como será sua metodologia de estudo. Uma boa alternativa é verificar quais matérias necessitam de mais revisão. Além disso, como vimos, tenha prioridades e lembre-se de estudar aquelas com menor conteúdo, mas com maior número de questões. Quando você opta por estudar as matérias mais curtas, a sensação de que você está progredindo rápido oferece motivação para seguir em frente.

Além de definir prioridades de estudo em termos de matérias, estabeleça também seus objetivos diários, assim você tem metas curtas e possíveis que o ajudam tanto em termos de organização quanto de motivação.

Após estar situado e compreender suas necessidades, é o momento de definir o que você vai usar em sua preparação. Vejamos alguns pontos que não podem faltar nesse momento:

  • legislação atualizada;
  • material aprofundado;
  • videoaulas;
  • treinamento constante.

O que levar em conta ao montar um cronograma?

O cronograma é um dos pontos mais importantes ao se preparar para qualquer prova. Ao traçá-lo, a primeira coisa que o candidato deve ter em mente é o estabelecimento de metas realizáveis — sabemos que é impossível estudar todo o conteúdo programático, logo, uma preparação bem-sucedida está condicionada à escolha de prioridades.

Entendido isso, o próximo passo é selecionar as matérias que serão vistas a cada semana e dividir as horas de estudos entre elas. Ademais, além da resolução dos exercícios diários, outro fator importante é separar um período ao final de cada semana para resolver os simulados.

O cronograma funciona como um roteiro a ser seguido, por isso ele facilita a percepção quando você está se perdendo nas disciplinas e mostra se é necessário mais dedicação para bater as metas. Enfim, é uma excelente ferramenta para ajudar a manter o foco.

Muitas são as dúvidas e inseguranças quando o assunto é como se preparar para OAB, especialmente quando a data da prova está próxima e se tem pela frente apenas 50 dias de estudos. Contudo, ao entender a dinâmica do exame e se beneficiar das estratégias certas, que se encaixam bem ao perfil do estudante, as chances de sucesso são infinitamente maiores.

Gostou do artigo? Agora que você já sabe como conquistar uma preparação eficiente em 50 dias, aproveite para conferir 4 dicas para aproveitar ao máximo o curso online para OAB!

Comments

comments

Maíra Martinez
Responsável pela coordenação dos projetos, cursos preparatórios e eventos relacionados aos cursos de 1ª Fase da OAB do CEISC. Editora e criadora de conteúdo web e inbound marketing.
Maíra Martinez on InstagramMaíra Martinez on LinkedinMaíra Martinez on Youtube